5 Dicas para uma compra online de sucesso

O comércio online está caindo cada vez mais no gosto popular. A tendência é que as vendas online cresçam cada vez mais nos próximos anos. O número de ofertas em lojas virtuais é muito maior e ainda há a comodidade de receber o produto em casa.

Em diversas categorias de produtos, os preços são mais atrativos na internet, mas comprar online é estar atento a oportunidades e, claro, a segurança. Segue algumas dicas para ajudar você a maximizar suas chances de fazer uma boa compra pela internet:

1. Segurança

Antes de qualquer desconto, brinde ou vantagem que uma compra online possa te oferecer, não há nada mais importante do que realizar uma compra segura. Afinal, não tem desconto nenhum que cubra o prejuízo de efetuar o pagamento de uma compra e não receber o produto ou serviço acordado no ato da compra. Busque sempre conhecer a reputação da loja que você está comprando. Perguntar para um amigo que já tenha realizado uma compra nesta loja online é sempre bom, mas caso você não tenha este amigo, no próprio mundo online existem plataformas que te ajudarão a identificar se esta é ou não uma boa loja. Alguns sites para ajudar nesta pesquisa são: reclameaqui.com.br, consumidor.gov.br, Instagram, Facebook, site institucional da própria loja, entre outros. Além de lojas com reputação ruim, infelizmente, hoje temos encontrados as famosas "lojas fakes". Aqui estamos falando de lojas com identidade visual de uma loja já reconhecida e com boa reputação, mas na verdade não passam de lojas falsas "pintadas" de lojas verdadeiras. Para usuários que não trabalham com internet não é simples identificar se uma loja é "fake" ou "não", mas o primeiro indício que pode ser identificado por qualquer usuário, são os preços. Se o preço desta loja está muito abaixo dos preços realizado pela maioria das lojas na internet, já pode desconfiar, este é um forte indício de estar em uma loja "fake".

2. Comparadores e cupons

Uma boa maneira de garantir uma compra online com os melhores descontos é acessando os sites comparadores como Zoom e Buscapé. Como o próprio nome já diz, o objetivo destes sites é comparar as ofertas entre as lojas que se dispõe a pagar para colocar suas ofertas nestes ambientes. Normalmente as lojas disponibilizam os melhores preços através dos comparadores, mas não existe garantia nenhuma de que realizar a compra através desses sites você estará garantindo os melhores preços, mas, com certeza, este é um bom canal para você avaliar o mercado como um todo. Os sites de cupons também podem te ajudar a garantir boas ofertas. O objetivo destes sites é disponibilizar cupons de descontos das lojas aos usuários. Muitas vezes um cupom de desconto pode deixar o preço da sua compra mais atrativa do que "super descontos" que você encontra por aí. Um ponto importante é que a grande maioria das promoções não são cumulativas, ou seja, normalmente não permitem que você pegue o menor preço que achar da loja e ainda adicionar o cupom de desconto, mas é claro que vale ficar atento às regras da promoção e tentar encontrar a melhor oferta.

3. Cashback

Algo que já é comum fora do país, mas que está ganhando espaço no Brasil são os sites de cashback, onde é possível receber parte do dinheiro da compra de volta, caso a compra seja finalizada através do link indicado pelo site. Em alguns casos, usar o cashback pode ser mais vantajoso financeiramente do que alguns descontos que você encontra online. Em alguns casos, o cashback pode ser cumulativo, ou seja, mais dinheiro na sua conta. Os sites de cashback mais conhecidos são: Méliuz, Beblue, Ganhe de volta e Poup.

4. Programa de pontos

Apesar de já bem difundidos e com vários usuários, grande parte dos consumidores só pensam em programa de fidelidade associados a passagens aéreas, e isto não é errado, mas estes programas podem te trazer ganhos além destes. A grande maioria dos programas oferecem uma modalidade de compra chamada pelo mercado de "acúmulo", e a dinâmica normalmente é: você compra um produto pagando em dinheiro/cartão e acumula uma certa quantidade de pontos de acordo com a mecânica da campanha. Estes pontos, de forma financeira, podem valer mais do que descontos, pois apesar de serem pontos eles são tratados como moedas de troca e podem ser utilizados para "resgate" de passagens aéreas ou outros produtos e serviços. Vale ficar atento a este canal quando for realizar uma compra. Alguns dos programas mais usados hoje são: Multiplus, Smiles, Tudo Azul, Dotz e Livelo.

5. Marketplaces

Baseado no modelo da Amazon, nos EUA, os famosos marketplaces são, na sua grande maioria, e-commerces que, com o objetivo de aumentar a quantidade de ofertas de produtos para o consumidor, abriram a plataforma para entrada de novas lojas onlines. Ou seja, você pode entrar dentro de uma loja online e ter um produto "vendido e entregue" por outra loja online. Este modelo de negócio permite que você encontre um mesmo produto sendo vendido por diversas lojas em um único site e você pode decidir qual é melhor oferta para antes de concretizar a compra. Este modelo de negócio estimula a concorrência, pois para uma loja online ganhar destaque na oferta e vender ela precisa ter a melhor condição de preço, meio de pagamento, frete, reputação e prazo de entrega. Existem grandes chances de você encontrar uma boa oferta nestes sites, pois a busca pelo destaque é sempre constante. Importante reforçar que temos marketplaces que não são e-commerces, e sim plataformas que não tem produtos em seus estoques, mas permitem que outras lojas online vendam seus produtos ali dentro. Os principais marketplaces no Brasil são: Americanas, Amazon, Mercado Livre, Extra, Submarino, Shoptime, Casas Bahia, Ponto Frio e Magazine Luiza.

Pedro Gabriel Silva,
Gerente do Canal Online.